top of page

JMJ - Diocese de Viseu acolheu dois mil jovens

D. António Luciano desafia-os

“O que nos trazeis de novo?...”


Notícias da Beira aproveitou a presença de D. António Luciano, Bispo de Viseu, no dia 28 de julho, na Eucaristia em Mangualde para fazer um balanço destes dias na Diocese.


A Diocese de Viseu está a acolher 2000 jovens. Qual o balanço que faz destes dias que antecedem o encontro com o Papa Francisco?

Uma avaliação muito positiva. Tenho passado pelas eucaristias, como fiz hoje aqui; pelos vários grupos; estive com os jovens na Festa no Sátão; rezei com o Grupo de Lyon no Colégio da Via Sacra; celebrei na Serra do Caramulo, tenho estado um pouco com todos e amanhã estarei no Envio em Viseu.

Foi uma experiência de universalidade da Igreja, de culturas e de festa. Acolhemos muito bem, os peregrinos estão muito agradecidos e muito felizes por estarem a fazer este caminho, o da Jornada Mundial da Juventude, passando pela nossa diocese, para se encontrarem com o Papa. As celebrações como a de hoje, têm sido muito bem vividas, bem como os outros momentos. Julgo que estamos de parabéns.

Estes Jovens vieram trazer uma lufada de ar fresco, de primavera, de muita esperança à nossa Diocese. Sente-se uma vida diferente nas nossas comunidades, na Diocese. Espero que a partir daqui não só a Pastoral Familiar, mas também a Pastoral Juvenil nas paróquias tenha um lugar de destaque e de relevo, porque a semente está a ser lançada à terra, agora é preciso cuidá-la.

Foi uma bênção muito grande estes dois mil jovens, com os mil nossos que vão também a Lisboa às Jornadas, envolvendo famílias de acolhimento, voluntários e tantas outras pessoas, que estão por aí. É a presença do Espírito Santo para nos chama para o verdadeiro caminho da Igreja e da renovação interior e espiritual que todos devemos fazer. Acompanhando e ajudando os jovens e não ter medo de trabalhar com eles, que são o futuro da Igreja e do mundo.

Ler edição em papel

Comentários


bottom of page